Language

Correio Internacional

Sobre a obrigatoriedade de envio de Electronic Advance Data (EAD)

A partir de 1º de janeiro de 2021(sexta), ao enviar EMS com faturas manuscritas (etiquetas), poderá ocorrer atrasos ou devolução da alfândega do país de destino. Além disso, o envio de EMS com faturas manuscritas (etiquetas) para os EUA, em princípio, recusamos recebê-los para envio.
No caso de enviar EMS, pacote internacional, pacotes pequenos internacional, entre outros, use o Serviço "Minha Página" do Correio Internacional.

Sobre a obrigatoriedade de envio de Electronic Advance Data (EAD)

Para a melhoria da segurança, no caso de enviar itens postais internacionais contendo bens, será obrigatório o envio antecipado de "Electronic Advance Data (EAD)" com as informações digitalizadas de nome e endereço do remetente e a lista de itens,

Para enviar os EAD

Use o Serviço "Minha Página" do Correio Internacional que é uma ferramenta de envio gratuito oferecido por nossa empresa. Ao elaborar a etiqueta com este sistema, as informações inseridos serão enviados como EAD para o país de destino.
Sobre o Serviço "Minha Página" do Correio Internacional, aqui.

Categorias postais que serão alvos

São alvos as categorias abaixo, contendo bens como seu conteúdo.

EMS, pacotes, pacotes pequenos, e-pacote e e-pacote light.

Período de início de aplicação da obrigação

Será obrigatório para os itens postais a serem enviados a partir de 1º de janeiro de 2021. Solicitamos a cooperação para que antecipem as providências.

Que tipo de dados devem ser enviados

As informações que serão enviados como EAD, são as seguintes:
"Nome do remetente", "endereço do remetente", "nome do destinatário", "informações sobre o conteúdo", "total do peso dos itens postais", "número do item postal", "outras informações descritas na etiqueta*".

  • Em relação aos países que tem o sistema de código postal, por favor, digite o código postal na medida do possível.

No caso de não enviar os dados

Sobre os Estados Unidos, devido à lei "Stop Act" dos EUA que é a lei doméstica dos EUA, já está comunicado que a partir de 1º de Janeiro de 2021(sexta), os EUA vai enviar de volta os itens postais sem envio de EAD. Por isso não aceitaremos itens postais que não tenham enviados as tais informações para evitar qualquer prejuízo para os nossos clientes.
Sobre outros países, se o remetente estiver de acordo com os riscos de atraso ou devolução, podem ser enviados mesmo sem os EAD. Pedimos a cooperação no envio dos dados, na medida do possível.

  • A Tabela de Condições Postais Internacionais será revisada e o conteúdo relevante será descrito.

Perguntas frequentes

O que é STOP Act?

É uma lei dos Estados Unidos que exige que o USPS envie as informações de desembaraço alfandegário para a alfândega dos EUA com antecedência, em relação aos itens postais internacionais importados, a fim de combater o terrorismo e controlar as importações ilegais de bens como as drogas ilegais entre outros.

  • Abreviação de: Synthetics Trafficking and Overdose Prevention (STOP) Act.
É necessário enviar EAD de pacotes pequenos sem cadastro?

A partir de 1º de janeiro de 2021, serão alvos também os pacotes pequenos não cadastrados. Atualmente, o serviço de impressão de etiquetas a partir do Serviço "Minha Página" do Correio Internacional (incluindo o Yu Pretouch) entre outros, não está disponível ainda. Por favor, aguarde mais um pouco, estamos renovando o sistema para ser disponibilizado por volta de mais ou menos novembro de 2020.
* No momento, a impressão de etiquetas para pacotes pequenos cadastrados está disponível.

No caso de os EAD não serem transmitidos, a tarifa será devolvida caso tenha atraso ou devolução entre outros?

Sobre o atraso ou a devolução, não serão motivos de devolução da tarifa por ser decisão da alfândega do país de destino. Por favor, esteja ciente disso.

Outras perguntas frequentes, aqui

Comunicado